fbpx

Duelo à brasileira | Montedo.com.br

Duelo à brasileira | Montedo.com.br


Diplomata competente e cavalheiro fino, Orlando Leite Ribeiro era respeitável pé-de-valsa, por isso não resistiu ao bolero da orquestra num clube social de Lima (Peru), onde foi embaixador do Brasil, nos anos 1950: localizou a mais bela mulher do salão e a convidou para dançar. O marido enciumado não gostou e o desafiou para um “duelo de honra”: “Escolha as armas! Pistola? Espada?” Calmo, o embaixador definiu: “Granada a doze passos!” O desafiante tremeu: “Como assim? Essa arma não é normal…” O diplomata explicou o exercício da prerrogativa de escolher as armas do duelo: “É a única que sei usar, minha especialidade no Exército.” O maridão intolerante foi embora, desistindo do duelo.
PODER SEM PUDOR (Diário do Poder)/montedo.com




Fonte

LEAVE A COMMENT

Your email address will not be published. Required fields are marked *